O surfista brasileiro Samuel Pupo, 17, é bicampeão do Quiksilver Young Guns Surf 2018, encerrado na última sexta-feira no Surf Ranch, piscina de ondas do mestre Kelly Slater na Califórnia.

Na decisão, julgada por Kanoa Igarashi e Leonardo Fioravanti, atletas do circuito mundial, o paulista de São Sebastião derrotou os franceses Marco Mignot, 17, e Justin Becret, 16, além do norte-americano Jett Chilling, 14 para embolsar os US$ 10 mil de premiação.

“Essa vitória foi demais. Pelo segundo ano consecutivo e fui o único a ganhar duas vezes. Fiquei muito feliz e me deixou muito confiante para o US Open”, cravou o surfista.

“Foi demais competir na piscina. É uma competição bem diferente de um campeonato normal. Eles gostam de diferenciar bastante o julgamento. Então é um campeonato que você consegue se soltar mais, se divertir, e lá sempre a onda é perfeita”, contou.

Na competição, realizada num único dia, os surfistas revezaram-se na água com performances em diferentes trechos da onda, divididas em “categorias” como as manobras power e os aéreos.

Nesse ponto, inclusive, Samuel fez história. “Todo mundo que estava lá falou que eu mandei o melhor aéreo que já viram na piscina”, revelou o atleta.

Agora, segundo Samuca, o foco se volta completamente para bons resultados na divisão de acesso do circuito mundial.

“O plano é estar focado no QS. Quero me classificar para o CT. Esse campeonato foi um grande estímulo, me diverti muito, mas foi um treino. Vou chegar no US Open com o surf no pé e a prancha muito boa”, completou.