Do mar ela veio e ao mar voltará

Pedaços de isopor recolhidos em limpeza das praias se transforma em uma prancha de surf em Santa Catarina.

por Eduardo Rosa, 14/12/2017
follow

Preservar o meio ambiente, estimular um estilo de vida que favoreça o esporte e a cultura, e conscientizar as gerações futuras para a manutenção das praias, um dos patrimônios mais valioso que possuímos. Esses são os principais objetivos do Projeto Route, criado em 2011 com o intuito de ser uma rota, um caminho para aqueles que acreditam que podemos mudar o cenário atual do planeta, através da educação ambiental e de uma vida sustentável.

Tem como missão, tornar as praias ambientes mais limpos, através da preservação, monitoramento de praias e conscientização ambiental. Foi assim que a reunião de alguns amigos, promoveu diversas ações de limpezas de praia, chegando a reunir mais de 800 pessoas voluntárias em um só evento (na praia da Guarda do Embaú, até então o mais expressivo). Participou também de importantes eventos e parcerias com diferentes organizações nacionais e internacionais.

O nascimento da Baby Route: "Uma forma de conscientização"

Foi então, que um de seus integrantes resolveu dar um destino mais apropriado para um item das limpezas, e que não tinham um destino apropriado ainda. Rodrigo Kiko Bungus, shaper das pranchas Iguana e proprietário de um bar mexicano no bairro Coqueiros, em Florianópolis, reuniu pedaços de isopor que eram encontrados com frequência nas praias e costões, e resolveu fazer uma prancha de surf com eles.

Segundo Kiko, "a ideia surgiu durante uma limpeza de praia onde eu e o alemão Márcio Gerba, - um dos idealizadores do projeto Route -, pensamos sobre fazer uma prancha com os blocos de isopor coletados e usar a prancha como forma de conscientização. Todo o isopor usado nela é oriundo da limpeza de praias, que depois de lavados com água doce e bem secos ao sol, são cortados e colados pra fazer o bloco."

"A saga do lixo que veio do mar e vai voltar para o mar na forma de uma prancha de surf".

Após colar os pedaços de isopor, transformando-os numa placa, Kiko convidou José Roberto Marchado, ou Zérro, que segundo Kiko "por ser além de grande amigo, um ótimo shaper de pranchas retrô, que já faz as pranchas Zérro há alguns anos, já shapeou várias pranchas pra Iguana Surfboards - fábrica de pranchas do próprio Kiko -, e que abraçou a causa como voluntário e deu certíssimo a parceria. A prancha ainda não tem nome, mas Baby Route é um ótimo nome (hehehe)".

A Baby Route ainda é um protótipo de um produto dentro de uma linha de produtos que o Route espera comercializar em seu site usando materiais provenientes das limpezas de praia e assim fazer um caixa para as ações e projetos do Route. "Todo o processo de fabricação dela e das quilhas, que também estão sendo feitas usando material de limpeza, está sendo fotografado e filmado pra se fazer um short moovie (1 a 2 minutos) e 1 documentário contando a saga do lixo que veio do mar e vai voltar pro mar na forma de uma prancha de surf", explica Rodrigo Bungus.

O convite a Zerro: "Sensacional!!"

Zerro, que adorou o convite, comenta que, "Achei a ideia de participar do projeto sensacional, o que me fez aceitar o desafio. Eu já faço shapes para o Kiko há uns 9 anos, então sempre estou em contato com ele. A uns dois meses atrás o Kiko me falou do projeto e fiquei interessado em participar e me coloquei a disposição se ele precisasse".

"Comecei a shapear em 2005, pois iniciei um processo de preparação para minha aposentadoria, que aconteceu em 2015, pois não queria ficar sem ocupação. Como o surf entrou em minha vida por volta de 1971/72 na praia da Vila, em Imbituba, presenciei praticamente todo o processo de evolução das pranchas. Não estou no circuito comercial, meu foco principal são prancha fora de séries, retros, funs e estilo antigo. Para as pranchas de performance ha inúmeros e excelentes shapers no mercado. Minha produção é pequena. É o que me agrada, fazer todo o processo, do shape ao polimento", explica Zerro.
Protótipo, gestação e nascimento: "Logo ela nascerá para o mundo"

"Muito feliz do meu amigo Zérro ter aceitado o desafio gigante de shapear um bloco feito totalmente de isopor oriundo da limpeza de praias, o que já é um feito, além de trabalhoso, inédito e será muito importante dentro de uma nova proposta de conscientização e produtos do Projeto Route. Dar um destino mais nobre e didático pro lixo marinho é tentar transformar um problema em solução, e esse é o maior desafio do Projeto Route e da civilização humana. Em breve ótimas novidades", concretiza Kiko.

A Baby Route, neste momento, ganha seus últimos retoques, mas chega para alimentar a crescente onda sustentável que o surf atual - e a humanidade - buscam, e mesmo sendo um protótipo ainda, vem causando o impacto desejado, e atraindo a atenção de quem vem acompanhando a gestação desta novidade. "Logo ela nascerá para o mundo. Do mar ela veio e ao mar voltará", Rodrigo Kiko Bungus.

Fonte Surfe Mais