Surf Trip SP Contest fomenta surf paulistano

Mesmo sem praia, o município de São Paulo vive intensamente o lifestyle do surf e inclusive conta com circuito exclusivo para moradores da região.

por Nancy Geringer, 22/09/2017
follow

Distante cerca de 75 quilômetros do litoral e considerada a maior cidade do Hemisfério Sul, São Paulo compete com as principais surf cities do mundo (Los Angeles – EUA - e Rio de Janeiro) pelo protagonismo no que refere-se ao lifestyle da praia, embora tenha caráter genuinamente cosmopolita.

Esse protagonismo reluz em várias vertentes do segmento, como na indústria de confecção e no varejo, e resulta também em um circuito forte e exclusivo para moradores da região.

Logo de cara, os números do Surf Trip SP Contest impressionam, assim como essa cidade conhecida superlativos. A começar pela longevidade de quase duas décadas, precisamente há 16 anos, o circuito percorre todo litoral paulista totalizando mais de 500 participantes.

Diferente da maioria do litoral brasileiro, 90% consumidor de São Paulo (e também do Rio de Janeiro) é praticante do surfe, segundo pesquisa realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Na linha de frente do circuito está Eduardo Nascimento, idealizador do evento e presidente da Associação de Surf da Grande São Paulo, que atua em parceria com empresas líderes do segmento. Pelo quarto ano consecutivo, a rede de lojas Surf Trip – pertencente ao grupo formado ainda pelas redes KYW e Super Tubes, além de as marcas MCD e ...Lost, consideradas Top of Mind do mercado. “São empresas que mesmo com a retração do mercado seguem investindo no esporte”, explica Marcio Bernardinello, proprietário da rede de lojas.

Embora o mercado esteja retomando o fôlego, os números no que se refere ao segmento são expressivos. O Sistema de Inteligência Setorial do Sebrae apontam três milhões de praticantes de surfe no Brasil e 30 milhões de consumidores de surfwear. Com um crescimento médio de 10% ao ano, o faturamento desta indústria é R$ 9 bilhões (7% do produto interno bruto, sem incluir os setores de equipamentos e acessórios – chegando a 13%). O segmento responde por 15% da produção da indústria têxtil, em conjunto com moda urbana (streetwear) e moda praia (beachwear).

... Lost patrocina etapa em Maresias – Nos próximos dias 23 e 24 de setembro, rola a etapa decisiva do circuito Surf Trip SP Contest nas praia de Maresias, em São Sebastião. Considerada uma das marcas mais renomadas do mercado, a ...Lost foi criada no início dos anos 90 pelo icônico shaper e surfista Matt Biolos, eleito o melhor shaper do mundo na última década em reconhecimento ao seu caráter inovador.

Em sua equipe já passaram lendas como Tommy Patterson, Terry Senate, em Randy Sleigh, Jim Fuller, entre outros. Nos últimos anos, as pranchas ...Lost estão no quiver da maioria dos surfistas da elite mundial por livre e espontânea escolha, incluindo modelos mais populares da linha como V2 Rocket, Lost Mini Driver e Lost Beach Buggy.

Com uma visão única, Matt Biolos, também conhecido como Mayhem, iniciou sua trajetória na Califórnia como shaper de pranchas e criador de estampas ainda na adolescência, e fazia também os flyers de sua banda, chamada Mayhem. Desde então a marca acompanha o crescimento do surfe e explodiu mundialmente.

Presente no Brasil desde 2002, é uma marca de surf com raízes no punk rock, na arte, fazendo tudo sempre com muita diversão. O lema da marca, Segundo o próprio criador é Surf, Party and Repeat. Com um espírito contestador e de quebra de paradigmas como diferencial, a ...Lost traz para o consumidor a qualidade superior nos produtos de lifestyle desenvolvidos com tecnologia de produtos de performance.

Sua equipe de atletas conta com grandes nomes do esporte. Comandada pelo ex-surfista profissional Igor Morais, a ...Lost tem no time Alex Ribeiro, Wesley Santos, Herbert Moreno e Dávio Figueiredo. “Alex Ribeiro é um atleta de performance que traz o conceito do esporte que queremos somar para a marca. Wesley Santos está conquistando um espaço de destaque, assim como o Herbert Moreno. Já Dávio Figueiredo traduz o lifestyle de caos e desordem que faz parte do DNA da ...Lost”, explica Igor Morais.

Ressaltando seu caráter de vanguarda, a ...Lost inaugurou em maio passado, a Lost House, projeto cultural que ocupa um casarão na badalada praia de Maresias, um dos melhores surf spots do país, e tem agitado a região ao promover shows, eventos, test-drives de pranchas e funcionar como um importante QG para atletas da marca.

A 16ª edição do circuito Surf Trip SP Contest tem patrocínio da Surf Trip ...Lost e MCD. Apoio: Associação de Surf de São Sebastião, Associação de Surf de Maresias e Prefeitura Municipal de São Sebastião. Realização: Associação de Surf da Grande São Paulo e Federação Paulista de Surf.,

almasurfalmasurfalmasurfalmasurf