Telefone na caixa estanque e umas ideias na cabeça

Tecnologia chega para popularizar o registro do surf e dos esportes de prancha, principalmente os praticados na água

por Lucas Conejero, 26/04/2019
follow

Já pensou pegar o seu telefone celular, colocar ele numa caixa estanque irada, que aguenta o tranco, e levar ao outisde para registrar a sessão da galera? Isso já é realidade em muitos países do mundo e a tecnologia começa a chegar ao Brasil pelas mãos de alguns dos principais profissionais do segmento.

Na semana passada, o fotógrafo Aleko Stergiou subiu em sua página do Instagram um vídeo irado. Além de exibir imagens dos tubos e visuais de Maresias, a qualidade das passagens chamou a atenção da equipe da Almasurf.

“Fiz esse vídeo com meu Iphone e uma caixa da Sea Frog que aguenta até 60 metros de profundidade. As imagens realmente ficaram muito boas. Com resolução de até 4k e câmera lenta em até 240 frames dá para produzir conteúdo de alto padrão”, avaliou Aleko.

“O zoom não é dos melhores, principalmente na sua possibilidade máxima de alcance, mas funciona legal de perto. Tenho feito muitos trabalhos com esse material. Uso o equipamento mais pesado quando preciso das teles, em cliques e vídeos mais elaborados”, conta o paulistano radicado em Maresias.

Segundo o fotógrafo, ainda é complicado comprar esse tipo de equipamento no Brasil, mas apesar dos impostos, que chegam a dobrar o valor, existem marcas que já entregam por aqui. As caixas variam entre US$ 100 e US$ 300, dependendo dos opcionais e modelos.

Foto de capa: Aleko Stergiou.

 

almasurfalmasurfalmasurfalmasurfalmasurfalmasurf